Você já ouviu falar a respeito do Relógio do Juízo Final? Também conhecido como Pêndulo do Apocalipse, não se trata de um relógio propriamente dito — muito menos de uma profecia assustadora presente nas Sagradas Escrituras. Na verdade, se trata de uma metáfora criada em 1947 pela equipe do Bulletin of Atomic Scientists (Boletim dos Cientistas Atômicos), publicação fundada por vários pesquisadores que trabalharam no Projeto Manhattan.

Quando foi proposto, o Relógio do Juízo Final, segundo os cientistas que o idealizaram, simbolizava a urgência em transmitir ao público e aos líderes políticos de todo o mundo os perigos relacionados com a tecnologia nuclear. Na época de sua criação, o relógio marcava sete minutos para a meia-noite — ou sete minutos para o fim do mundo — e, dois anos depois, após a União Soviética conduzir testes com uma arma nuclear, ele avançou para 23:57.

Continue Lendo